CASAMENTOS DIÁRIO DE UMA NOIVA

Diário de uma noiva: Lua de mel na Tailândia - Parte 1

Seg, 02/Abr/2018

DIÁRIO DE UMA NOIVA - RAYANA LEITÃO

 

Eu e meu agora esposo queríamos um destino um tanto exótico pra lua de mel, algo que fosse novo pra os dois e que não fosse uma provável futura viagem com amigos. Além disso, pensávamos em um roteiro com praia, mas que oferecesse mais do que vistas paradisíacas e banhos de mar.

Selecionamos alguns lugares e o que mais abrilhantou nossos olhos foi a Tailândia. Acabamos então acrescentando Singapura e Dubai ao itinerário, e o roteIro ficou por conta do marido!

 

Bangkok

Não conhecíamos nada da Ásia, então não teria como não nos surpreender com tudo. A Tailândia é um país com uma cultura riquíssima e o que tem a oferecer vai muito além de uma natureza encantadora. A época do nosso casamento também favorecia demais a viagem, pois já tinha passado a época das “monções asiáticas” – a estação chuvosa.

Começamos por Bangkok, uma das cidades mais visitadas do mundo e que é um misto de “Se beber não case” e de templos budistas, de Japão e Índia, de penúria e luxo, e tem a proporcionar a modernidade dos arranha-céus, restaurantes maravilhosos, bares rooftop, e ainda a tradição de mercados flutuantes, tuc-tucs, mais de 400 templos budistas (dentre os quais, o Grand Palace, Wat Pho e Wat Arun), uma vida noturna louca na Khaosan Road e Patpong, e uma culinária ímpar.

DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIADIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIADIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIADIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA

 

Ficamos no Lebua at State Tower, que é o hotel onde foi gravado o filme “Se beber, não case II” (um contrassenso da Lua de mel rs) e que tem o famoso Sirocco & Sky Bar – bar/restaurante ao ar livre mais alto do mundo. O hotel é muito bem localizado, aconchegante e os quartos tem uma vista maravilhosa.

Passamos 4 dias em Bangkok e acredito que tenhamos aproveitado bem a cidade. Fizemos muita massagem tailandesa, andamos de tuk-tuk a long-tail boat, conhecemos vários templos lindos, visitamos a Snake Farm, onde tirei fotos com uma píton albina indiana e ganhei título de “corajosa” pra o resto da história (rs); provei um grilo na Khaosan Road e nos aventuramos em restaurantes exóticos.

DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA

 

Pra quem faz questão de boas experiências gastronômicas, indico o Sirocco, claro, e o DID – Dine in the Dark, um restaurante que oferece um menu confiança em uma sala sem ao menos um flash de luz, onde é proibido o uso de celular. Dá um medo de estar comendo quem sabe uma cobra viva ao molho de vinhos (rs) sem conseguir ver nem mesmo os talheres sobre a mesa, mas sem dúvidas foi o restaurante mais incrível que conheci. Ao final da experiência, você senta no bar externo e só então tem o direito de ver fotos dos pratos que foram servidos (coragem!!).

DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA

 

 

Chiang Mai

O destino seguinte foi Chiang Mai, uma cidade que fica ao norte da Tailândia, na região das montanhas. Uma proposta completamente diferente, mas não menos interessante.

Chiang Mai tem a proporcionar diversos outros templos, como o encantador Wat Phra That Doi Suthep (mais diferentinho do que os que havíamos visitado em Bangkok); as famosas tribos de mulheres girafas (que usam argolas no pescoço desde criança (Baan Tong Luang), fazendas de orquídeas e de elefantes, onde conheci esses animais impressionantemente inteligentes, e ainda os ginásios de Muay Thai – um dos esportes mais populares da Tailândia.

 DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - CHIANG MAIDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - CHIANG MAIDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - CHIANG MAIDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - CHIANG MAIDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - CHIANG MAI

 

Não conseguimos assistir a nenhuma luta, porque a viagem ocorreu justamente na época da morte do rei Bhumibol Adulyadej – o Grande (reinado de 70 anos), e as lutas estavam suspensas. Os tailandeses tinham verdadeira adoração por esse rei, suas fotos estavam estampadas por todo lado e víamos multidões vestidas de preto pelas ruas, um verdadeiro luto.

No quesito culinária, Chiang Mai também não fica pra trás e os restaurantes que não posso deixar de recomendar é o The Service 1921 at Anantara, e o David`s Kitchen! Quando chegamos no David`s, um pianista estava tocando uma versão diferente de “Garota de Ipanema” e fomos recebidos pelo próprio David, um inglês simpático que nos mandou uma sobremesa de “Happy Honeymoon” (Feliz lua de mel) e um bouquet de rosas – um verdadeiro inglês! (rs)

 DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - CHIANG MAI

 

 

Ilhas tailandesas

Nosso último destino em Thai foram as ilhas tailandesas da costa Andaman.

Sinceramente, jamais achei que essa parte da viagem fosse me surpreender tanto, afinal moro no Nordeste do Brasil e as praias daqui não deixam a desejar quando o quesito é beleza, mas quando desci naquele lugar me senti dentro de um filme. O lugar é muito mais lindo do que posso descrever e o principal a se fazer por lá é mesmo aproveitar a natureza – águas cristalinas, falésias gigantes, mergulhos, caiaque e passeios de speed boat pra conhecer cada cantinho (Monkey Beach, Bamboo Island, Maya Bay…). Se conseguir esticar, também há uma vida noturna badalada nas praias.

*A Praia Maya Bay é famosa na Tailândia pelo filme “The Beach” estrelado por Leonardo DiCaprio em 2000 e fica localizada nas ilhas Phi Phi, em um dos parques nacionais marinhos da Tailândia. Por conta de sua grande demanda turística, diferente dos outros parques que fecham pelo período de 5 meses, ela permanecia aberta durante todo o ano. Porém, a praia vem sofrendo danos irreversíveis causados pelo turismo no local e, para proteção do meio ambiente, a praia Maya Bay passará a ser fechada aos visitantes pelo período de junho à agosto, anualmente a partir do presente ano.

DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESASDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESASDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESASDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESASDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESASDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESASDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESAS

 

Ficamos no Rayavadee, um hotel que só se chega de barco e é banhado por três praias – Railay Beach, Nammao Beach e Phranang Cave Beach. O hotel faz parte da coleção Leading Hotels Of The World e foi o meu preferido da viagem, ganhando inclusive do famosinho “Marina Bay Sands” (em Singapura, que vou contar na próxima matéria).

DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESAS - HOTEL RAYAVADEEDIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESAS - HOTEL RAYAVADEE

A gastronomia também é um dos pontos fortes do Rayavadee, que conta com 4 ótimos restaurantes: Raya Dining, Krua Phranang, Raitalay Terrace e The Grotto. meu preferido, sem dúvidas, foi o The Grotto, um restaurante localizado em uma gruta, nos pés de um penhasco de calcário e com vista para o mar.

DIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - THE GROTTODIÁRIO DE UMA NOIVA - LUA DE MEL NA TAILÂNDIA - ILHAS TAILANDESAS

 

Veja também:

Diário de uma noiva: Lua de mel Parte 2 - Dubai, Abu Dhabi e Singapura


Posts Relacionados