CASAMENTOS DIÁRIO DE UMA NOIVA

Diário de uma noiva: a decoração da igreja

Seg, 17/Jul/2017

 DIÁRIO DE UMA NOIVA [FOTOS FERNANDO BRONZEADO] DECORAÇÃO

A decoração faz parte da magia do evento e se você, como eu, for apaixonada por flores, essa será uma das partes mais gostosas da organização do casamento.

O problema em gostar de decoração está em encontrar um decorador que aceite muitos palpites, pois muitos deles já têm um “estilo padrão” e eu não queria uma decoração óbvia, em que os convidados pudessem adivinhar quem era o profissional que tinha a feito, queria algo que fosse a “nossa cara” ou a “minha” mesmo (já que arranjos e flores não eram uma preocupação do então noivo rsrs). Por isso, o mais importante pra mim, mais até do que um dom artístico, era um decorador que soubesse ouvir e, claro, me passasse confiança!

Bom, a pessoa que melhor reunia esses requisitos era Luciana Cavalcanti, que já tinha feito o nosso noivado e, além de talentosíssima, tem o dom de captar exatamente o que se espera e de nos surpreender com tanta criatividade. Enfim, não teria pessoa melhor para eu repassar o encargo (e isso não é #publi, heim? Rsrs).

Assim que defini o local e o dia da festa, liguei para Lub e reservei minha data. Juntei mil e uma fotos de inspiração, e foram várias reuniões até definirmos os tipos de flores, a disposição do altar, a entrada da igreja, o formato dos arranjos etc.

Escolhi uma decoração clássica, o branco como cor predominante, e detalhes em bege e prata. Da entrada ao altar, foi feito um caminho “desconstituído” com um jardim de hortências, bocas de leão, mini rosas spray, lisiantos e lírios. Junto a ele, eu queria muitas velas, então Lub usou castiçais de cristal, onde fez “subir” flores pra deixar o caminho mais harmônico.

DIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO] DECORAÇÃODIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO] DECORAÇÃO

Pra suportar essa estrutura, pensei em usar um caminho de folhagens, no entanto, elas não aguentariam o peso dos castiçais, então usamos jardineiras e a decoradora mandou as cobrir com um tecido “verde musgo”! Já entre os caminhos de jardim, mandamos fazer um tapete cor bege que foi colocado até a parte de cima do altar (onde ficaram os padrinhos).

DIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO] DECORAÇÃO

No altar, foram usadas as mesmas flores do nosso corredor florido. E, pra finalizar, foi inserido muitos pontos de luz e alguns arranjos pra decorar a parte externa da igreja.

DIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO]

DIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO]

Como eram muitas crianças e tivemos medo da impaciência delas, nosso cerimonial (Ana Karenina) providenciou também um lounge dentro da igreja com profissionais para cuidar das daminhas e dos pajens, onde eles puderam brincar e se servir com lanchinhos enquanto acontecia a cerimônia (infelizmente não foram registradas fotos das crianças nesse momento).

Para os convidados, deixamos disponível água, leques (a igreja é um tanto quente), lencinhos e um livrinho, que achei essencial pra que todos pudessem acompanhar e participar melhor da celebração sem se perder em meio às leituras! Sob a orientação do nosso padre – o Padre George, que escolheu conosco todas as leituras e o evangelho, eu mesma digitei o livreto e mandei imprimir em uma gráfica, usando a arte do convite para a capa (simples assim! Rsrs). (Obs.: se vocês tiverem interesse, deixem um recadinho aqui que disponibilizo o arquivo do livreto).

DIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO]

Para os padrinhos, providenciamos, no final, os chamados “sparkles”, uma espécie de fogos de artifício que possui haste de madeira, não traz riscos aos convidados e são acesos na saída dos noivos. Gostei muito do efeito! 

DIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO] sparklesDIÁRIO DE UMA NOIVA [FERNANDO BRONZEADO] SPARKLES

Basicamente foi isso, noivinhas! São muitos pequenos detalhes, mas é uma parte gostosa de organizar – ficar horas “googlando” e escolhendo cores e flores, imaginando como vai ser no grande dia (hahah). Minha dica é que vocês pesquisem muito e que escolham um profissional com quem simplesmente simpatizem, que seja “disponível” e que lhes ouçam, e tudo vai sair do jeitinho que sonharam!

Numa próxima coluna, falarei um pouco pra vocês da decoração que escolhi pra a casa de festas!

Um beijo e até breve.


Posts Relacionados